Ser mãe é ser super!

O que é ser mãe? A Vanessa, do blog Sebastian um Propósito de Deus, fez esta perguntinha no último post. E então, o que significa ser mãe? Para mim, antes de tudo, é a capacidade de amar incondicionalmente. Eu sempre digo aos meus filhos que eles são uma parte minha, um pedaço do meu coração que bate do lado de fora. Eu os amo sem restrição, não importa o que façam, o que digam, o que se tornem, sempre vou amá-los... Também creio que faz parte do papel de mãe formar um ser humano pleno. Não credito às mães as falhas dos filhos, mas é preciso ensinar, desde bebezinho, a ter caráter, fé, respeito por sim mesmo e pelo próximo. Ser mãe é um dom maravilhoso que Deus nos deu, é gerar, criar, formar, outro ser. Hoje vi a Fátima Bernardes falar que culpa de mãe vem junto com os filhos. Concordo plenamente. Que mãe não carrega a culpa para todos os lados? Seja porque tem pouco tempo para os filhos, porque não deu a devida atenção, porque cobrou demais, porque cobrou de menos... eu mesma tenho culpa pelas coisas mais absurdas... se por acaso minha filha chega da escolinha e dorme no sofá, sem jantar, me sinto mal... coisas bobas de mãe boba! Mas uma mãe vai muito além de amar, criar e se culpar. Acho que quando nos tornamos mães ganhamos uma espécie de super poderes... somos super mães... verdade, quer ver só? 1.Ganhamos uma super audição: que mãe já não acordou de madrugada porque ouviu uma respiração mais forte ou um resmungo do filho? Ouvir várias coisas ao mesmo tempo também faz parte do super poder auditivo. Eu mesma volto com meus filhos da escola, todos os dias, com cada um de um lado, falando ao mesmo tempo... 2.Ganhamos um coração descomunal: Acho que o tamanho do amor de uma mãe por um filho não caberia no coração de outro ser... Quando os filhos chegam a gente descobre um jeito novo de amar, muito maior e infinitamente menos egoísta... é o se dar, somente por amor, sem pedir nada em troca. 3.Ganhamos uma força descomunal: Não estou falando somente da capacidade de carregar um bebê de 10, 15 kg o tempo todo no colo, mas da força interna que temos, para ficar do ladinho da cama quando eles adoecem, para lutar por eles, para passar noites em claro por causa de cólicas... 4.Ganhamos um mega reservatório extra de lágrimas: Eu sempre fui chorona, mas depois que meus filhos nasceram, choro até com propaganda de margarina. Em festinhas de escola então, imaginem só... no ano passado, festa do dia dos pais, só dava eu chorando! 5.Ganhamos a capacidade de fazer tudo, e mais um pouco, ao mesmo tempo: Nossa, essa é a mais utilizada. Conseguimos cuidar da comida, assistir tv, ouvir os filhos, ajudar na tarefa e tricotar, tudo ao mesmo tempo... Se analisarmos um pouquinho vamos ver que estes só são alguns dos super poderes de mãe. Ser mãe não é somente padecer no paraíso... Para todas as mães deste mundo, incluindo euzinha, desejo um Feliz Dia das Mães maravilhoso, em especial pra minha mamy, que sempre foi uma super mãe, e pra minha sogrinha, que é uma mãezona pra mim, sempre. Amo vocês duas, muito. Um grande beijo...
Share |

1 comentários:

Maria Lucia 11 de maio de 2009 15:07  

Nossa ! Fiquei emocionada lendo o que vc escreveu....sempre pensei o mesmo, mas nunca consegui me expressar...agradeço por me considerar tb uma mãezona sua....tb sinto que vc é um pedacinho de mim....Beijão ! Lúcia

Postar um comentário

Que bom que vc esteve por aqui, seu comentário é muito importante pra mim... bjs

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital