Quem se ama, se toca!

A medicina avança, os medicamentos, tratamentos e exames se tornam cada vez mais eficientes, mas tem uma doença que ainda mete medo em muita gente, o câncer. É só ficarmos sabendo que alguém tem câncer que sentimos um friozinho percorrer nossa espinha. Sei muito bem disso, porque há dois anos minha mãe teve câncer de mama. Sabe, é uma coisa muito estranha, porque a gente se questiona o porquê, tenta parecer forte, mas pensa o pior. O câncer de mama, infelizmente, é o segundo tipo da doença mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres. Estima-se que a cada ano, 22% dos novos casos de câncer em mulheres sejam de mama. Segundo uma matéria publicada no jornal O Globo, em março último, dobrou a incidência de câncer de mama em mulheres com menos de 35 anos, e em 80% dos casos o tumor é descoberto em estágio já avançado da doença. É preciso fazer o auto-exame mensalmente, ir ao ginecologista e fazer a mamografia. O auto-exame não substitui o exame clínico de rotina, que deve ser anual, mas em 90% dos casos é a própria mulher quem descobre alterações na mama. Então precisamos ficar atentas aos sintomas paupáveis, que são nódulos ou tumores no seio, acompanhados, ou não, de dor. Também é importante observar alterações na pele da mama e do mamilo. Algumas observações importantes:
  • As mamas nem sempre são rigorosamente iguais.
  • A presença de um nódulo mamário não é obrigatoriamente indicadora de neoplasia (câncer): na maior parte dos casos, eles são benignos
  • O diagnóstico precoce do câncer de mama, já salvou a vida de milhares de mulheres em todo o mundo.
  • Amamentar os filhos também protege a mulher do câncer de mama
  • A mamografia deve ser realizada a partir dos 40 anos
Mulherada: Toquem-se! Bjus
Share |

1 comentários:

Fla Lopes 5 de maio de 2009 15:47  

Gostei de ver...muito bom!!!

bjinhos

Postar um comentário

Que bom que vc esteve por aqui, seu comentário é muito importante pra mim... bjs

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital